Senadores apresentam relatório sobre diligência em Jirau e Santo Antônio

Segunda-feira, 27/06/2011 às 09:44, Imprensa Blairo Maggi
Agncia Senado

 

Devido à paralisação, em março, nas obras das usinas hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, em Rondônia, a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) fez, em abril, uma diligência nesses locais. O relatório da visita foi apresentado pelo presidente da CMA, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), nesta terça-feira (14). Entre as recomendações contidas no documento, está a de que o Ministério do Meio Ambiente analise, junto com o licenciamento das obras, tanto o licenciamento das linhas de transmissão como a autorização para utilização da madeiras das áreas afetadas.

As paralisações ocorreram depois do conflito em Jirau, no qual ônibus e alojamentos foram incendiados. Na ocasião, houve polêmica sobre as razões do problema: para alguns, foram atos de vandalismo; para outros, uma reação à forma como os trabalhadores vinham sendo tratados pelos empregadores.

De acordo com o relatório, havia na ocasião cerca de 22 mil trabalhadores na usina de Jirau, cujas obras são de responsabilidade da Camargo Corrêa, e 18 mil na usina de Santo Antônio, onde a responsável pelas obras é a Odebrecht.

Participaram da comitiva que visitou as usinas, no início de abril, os senadores Acir Gurgacz (PDT-RO), Blairo Maggi (PR-MT), Ivo Cassol (PP-RO), Jorge Viana (PT-AC) e Valdir Raupp (PMDB-RO), além do presidente da CMA, Rodrigo Rollemberg.