Maggi destaca projetos de Agricultura de Baixo Carbono e de irrigação para melhorar produção

Quarta-feira, 22/11/2017 às 10:18, Imprensa Blairo Maggi

Na abertura da Conferência Internacional de Cooperação Triangular e Sul-Sul, organizada pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, destacou, nesta segunda-feira (20), em Brasília, que o país tem realizado ações com ênfase em sistemas produtivos sustentáveis, proporcionando acesso de agricultores a melhores condições de vida.

 

“O Mapa tem colaborado com a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores compartilhando com outros países conhecimento, transferindo tecnologia, realizando capacitação e doando equipamentos”, lembrou o ministro. De acordo com Maggi, relações interministeriais entre os países têm girado em torno de indicação geográfica, produtos orgânicos, cooperativismo, agricultura de precisão e conservacionista.

 

Maggi disse ser importante reforçar a prática da irrigação no contexto da segurança alimentar para garantir aumento da produção e da produtividade, a melhoria da renda dos produtores e o uso racional da água. Enfatizou também a relevância dos projetos de cooperação da Agricultura de Baixo Carbono (Plano ABC), que visam o uso de alternativas tecnológicas de produção sustentável e de conservação dos recursos naturais.

 

Em seu discurso, lembrou ações envolvendo a equidade de gênero na cooperação Sul-Sul com países da África e da América Latina, por meio de treinamentos e cursos.

 

Organizada pelo FIDA em cooperação com o Brasil e a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a Cooperação Sul-Sul do Escritório das Nações Unidas e a Coalizão Internacional para o Acesso à Terra (ILC) objetiva obter soluções inovadoras, com foco especial no aumento da produção agrícola.

 

Em dois dias de evento, os participantes vão discutem a promoção de investimentos entre países em desenvolvimento para apoiar pequenos agricultores, tecnologias de comunicação e informação voltadas para o engajamento de jovens e mulheres. São tratadas também parcerias e oportunidades de cooperação entre países de baixa, média e alta renda para apoiar o desenvolvimento e alcançar maior prosperidade.