Audições e interdições em frigoríficos são puramente técnicas, afirma Maggi que prestará esclarecimentos a países vizinhos

Terça-feira, 04/04/2017 às 00:00, Imprensa Blairo Maggi

As decisões tomadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em relação a frigoríficos auditados e interditados, que estão sob investigação da Polícia Federal na Operação Carne Fraca, são puramente técnicas. A afirmação é do ministro Blairo Maggi, que nesta terça e quarta-feira, 04 e 05 de abril, estará em Buenos Aires, na Argentina, para a XXXIII Reunião Ordinária do Conselho Agropecuário do Sul (CAS), onde deverá prestar esclarecimento a países vizinhos sobre as carnes brasileiras.

Nesta segunda-feira, 03 de abril, Maggi participou da abertura da Feira Tecnoshow Comigo, em Rio Verde (GO). Lá, ao ser questionado sobre a interdição de frigorífico localizado em Mineiros (GO), Maggi pontuou que "O ministério da Agricultura está atento, estamos tomando todas as providências e, assim que resolver, vamos liberar para voltar a trabalhar".

Ainda observou que nada irá ficar ser um parecer técnico e que "Não tem nesse momento solução política para problemas que aqui se apresentaram".

De acordo com o Ministério da Agricultura, o ministro Blairo Maggi participa nesta terça e quarta-feira da XXXIII Reunião Ordinária do Conselho Agropecuário do Sul (CAS) em Buenos Aires.

O ministro, salienta o Ministério, aproveitará o encontro para esclarecer aos países vizinhos do Mercosul e Chile a Operação Carne Fraca, ressaltando que a ação da Polícia Federal brasileira investiga a conduta de pessoas e não a sanidade da carne brasileira.

Na ocasião Maggi deverá, também, ressaltar que os problemas detectados até agora se referem a questões como rotulagem, sem representar risco à saúde humana.

Países importadores da carne

Além do encontro com ministros de Agropecuária de países vizinhos do Brasil, o Ministério da Agricultura agendou para abril e maio e uma série de encontros com países importadores das carnes brasileiras.

A agenda para abril está programada com encontros do secretário-executivo Eumar Novacki com o Irã, Egito e Argélia. Já em maio o ministro Blairo Maggi visitará a Ásia, Oriente Médio e a Europa.